Meu grupo é muito velho para gamificação?

Como fazer para gamificar tendo em vista que meu grupo não é tão jovem?

Uma das grandes preocupações de algumas pessoas quando nos procuram é exatamente essa: “Será que meu grupo vai gostar dessa experiência? Eles não gostam de jogos e em sua maioria tem mais de 40 anos, não acho que seja adequado”

Esse pensamento é mais comum do que você pode imaginar e parte de uma visão em que toma a gamificação como um jogo ou uma atividade lúdica. Quando criamos uma gamificação levamos em conta vários fatores, mas o primordial é o grupo com o qual estamos trabalhando. Em toda reunião de briefing, a primeira coisa que observamos é o tipo de participantes que vamos ter. Antes de qualquer mecânica, qualquer resultado, temos de fazer essa analise para entender o problema e criar nossa solução. Uma gamificação criada sem ter consciência de qual o público está sendo trabalhado é fadada ao fracasso e ostracismo.

Em resumo: Não, a idade não é um empecilho, mas apenas um dos fatores que levamos em conta para elaborarmos uma experiência que engaje e motive todos.

O jogador é o fundamental pra uma gamificação dar certo!

Como um grande estudioso da gamificação falou, na gamificação o começo é muito importante, afinal de contas não começamos a treinar futebol jogando a final da copa do mundo!

 

Não importa o tipo de jogador, sempre vai existir um mecanismo interessante para ele e esse vai ser o gatilho para que exerça a ação desejada. Entenda melhor o seu público que tenho certeza que será capaz de criar uma gamificação muito mais eficiente!

Deixe seu comentario!

Clique e fale conosc
Fale Conosco